Cuiabá MT, 03 de Dezembro de 2021 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  Morte em obra da City Lar deixa Justiça em alerta  
  04/10/2011 - 08:27  
 Procurador do Trabalho reclama do descaso com o qual a segurança é tratada por empresas em MT 
Ilustração

Após o acidente fatal ocorrido com o mestre de obras Ney Silva, 50, no último dia 16, no canteiro de obras da loja City Lar, em Alta Floresta (800 km de Cuiabá), o Ministério Público do Trabalho (MPT) decidiu promover ações para alertar os trabalhadores sobre a importância do uso dos equipamentos de segurança.

No dia 27 de setembro passado, promotores inspecionaram o local. Para o procurador do Trabalho, Jefferson Luiz Maciel Rodrigues, o acidente, ocorrido há duas semanas, demonstra o descaso com o qual a segurança no trabalho é tratada por algumas empresas de construção civil.

"A falta de percepção de alguns empresários, de que acidente na construção civil não é mera fatalidade e sim, no mínimo, negligência, tem dificultado a mudança, para melhor, desta verdadeira tragédia social", destacou o procurador.

De acordo com o MPT, a falta de consciência sobre a utilização de equipamentos de proteção e segurança tem sido a maior causa de mortes e lesões na construção civil em Mato Grosso.

Ações

O Ministério do Trabalho tem promovido, na região, audiências públicas e cursos sobre a necessidade de utilização de equipamentos na construção, além da realização periódica de inspeções nos canteiros de obras, a fim de tentar reverter o quadro de acidentes apresentado pelo município nos últimos anos.

"O MPT não vai medir esforços para mudar essa realidade, inclusive com a intensificação de suas ações e a atuação enérgica junto às empresas que insistirem na postura de não observarem as normas de proteção e segurança", frisou o procurador.

Acidente

Ney Silva era o responsável pelo comando das obras da empresa NDS Construtora, de propriedade do seu filho, e que presta serviço de reforma e ampliação do estabelecimento da empresa, conforme depoimento prestado pelo gerente da loja ao MPT.

No dia do acidente, o mestre de obras caiu em um vão da escada de acesso ao segundo piso e bateu a cabeça em um dos degraus. Pelo que se apurou no dia, a escada não tinha proteção e o trabalhador não utilizava, no momento, nenhum equipamento de segurança.

Silva foi socorrido, ainda com vida, pelo Corpo de Bombeiros de Alta Floresta e levado ao hospital público municipal. No entanto, pela gravidade do acidente e necessidade de ser internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o operário foi transferido para um hospital de Várzea Grande, onde faleceu por traumatismo craniano, no dia 24 de setembro.

O MPT tomou ciência do fato no dia da morte do operário, por meio dos sites de notícia, e decidiu instaurar, no dia 26, um procedimento investigatório, a fim de apurar o acidente e a responsabilidade sobre o ocorrido.



Fonte: Midia News



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 1971619 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<