Cuiabá MT, 03 de Dezembro de 2021 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  Seleção de vôlei elogia Capital, mesmo com o calor  
  23/09/2011 - 10:46  
 Jogadores dizem que torneio sul-americano na cidade amplia popularização da modalidade no Brasil 
Ednilson Aguiar/Secom-MT

Os integrantes da Seleção Brasileira de Vôlei Masculino, que estão desde o último sábado (17) em Cuiabá, para a disputa do Campeonato Sul Americano, apoiaram e elogiaram a iniciativa da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) de sediar, pela primeira vez, o evento na Capital de Mato Grosso. Mesmo com o  forte calor, que acaba "pesando" na hora das partidas.

Para Bruno (levantador), Wallace (oposto), Sidão (meio-de-rede), Murilo (ponta), Serginho (líbero), Marlon (levantador), Théo (oposto) e o preparador físico José Inácio, a medida é uma forma de essa modalidade de esporte se popularizar cada vez mais, bem como de o próprio Estado de Mato Grosso buscar incentivos para o setor.

Em entrevista ao MidiaNews, realizada após uma preparação física para o jogo de ontem (22) à noite - a Seleção venceu a Colômbia por três sets a zero e se mantém invicta na competição -, na academia Inspire Wellness Club, no Hotel Grand Odara, os jogadores destacaram também a importância das competições saírem do eixo Rio de Janeiro-São Paulo e tomar novas direções.

Os atletas fizeram elogios ao Estado e disseram que, cada vez mais, há infraestrutura para que jogos deste porte sejam realizados. Além da Seleção Brasileira, participam dos jogos as seleções da Argentina, Chile, Paraguai, Venezuela e Colômbia.

"Acho que ampliar os locais onde os jogos são realizados abre o caminho para a popularização do vôlei em todo o país. Não adianta ficar só no Sudeste. A iniciativa, de promover o Campeonato Sul-Americano aqui em Cuiabá, foi muito bacana. Mostra que a cidade está pronta para receber competições desse porte", disse o levantador Bruno, um dos ídolos do time brasileiro e filho do treinador Bernadinho e da ex-levantadora da seleção feminina de vôlei, Vera Mossa.

Além do Sul-Americano, o jogador lembrou que, na Capital, a Seleção Brasileira já jogou a Liga Mundial de Vôlei, em junho de 2007, e a Copa América, em setembro de 2008.

"Há dois anos, a própria Cuiabá participou da Super Liga [com o Cuiabá Vôlei Clube], e cada evento é sempre bom para o esporte aqui de Mato Grosso se ampliar, renovar e crescer", afirmou o ponta Murilo.

"Quanto mais times a gente tiver de alto nível no país, melhor para o esporte de forma geral. Falando do vôlei, acho que nos últimos dois anos houve uma evolução muito boa, em todos os estados. Agora, temos time no Rio de Janeiro, por exemplo, coisa que há tempo não se via. Acho muito importante essa evolução. É fruto de um trabalho que gente vem fazendo há 9, 10 anos. Nosso país merece ampliar o vôlei", completou o meia-de-rede Sidão.

Para o preparador físico José Inácio, o que precisa acontecer, em locais como Cuiabá, que têm boa infraestrutura - citando o Ginásio Poliesportivo -, porém sem histórico de grandes campeonatos, é incentivo.

"Acho que esses órgãos que regulam o esporte, as instituições que apoiam têm que estar sempre buscando essa aproximação, trazendo torneios, jogos amistosos... Isso, sem dúvida alguma, tem efeito social de grande impacto. É a oportunidade de as pessoas, que não convivem diariamente com o esporte, passarem a se aproximar", completou Inácio.

Altas temperaturas

Além de elogiar a torcida cuiabana e a infraestrutura do Ginásio Aecim Tocantins, os jogadores concordaram com um ponto adverso da Capital: o forte calor.

"Logicamente, o calor em excesso é um pouco pesado pra gente, mas, de um modo de geral, estou bem feliz com as instalações [do ginásio], com tudo que foi proporcionado em termos de estrutura. O Aecim Tocantins é muito bom, tem umainfraestrutura excelente", afirmou o levantador Marlon.

"O atleta nunca está contente com o clima: se tá frio, ele reclama, se tá muito quente, reclama também. Mas,  o clima em Cuiabá é bom. A gente não pode reclamar de nada. Tem que ir ao ginásio e jogar mesmo, fazer o que a gente sabe fazer", disse Serginho, considerado o melhor líbero do mundo.

Descanso

Nesta sexta-feira (23), o Brasil não joga e vai aproveitar o tempo para descansar, visando aos jogos do fim de semana, contra Venezuela (sábado) e Argentina (domingo).

O título da competição em Cuiabá garante o passaporte para Mundial de Volei 2011.



Fonte: Midia News



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 1971617 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<