Cuiabá MT, 06 de Agosto de 2020 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  Wilson Santos “ajusta bloco” de oposição a Emanuel na Câmara Municipal, de olho na sucessão 2020  
  21/04/2019 - 19:12  
 O prefeito Emanuel Pinheiro não terá oposição fácil de administrar e nem paz nos próximos 20 meses. Sentinelas, os vereadores de oposição vêm desde o início da gestão instigando a administração. 
Arquivo

 O prefeito Emanuel Pinheiro não terá oposição fácil de administrar e nem paz nos próximos 20 meses. Sentinelas, os vereadores de oposição vêm desde o início da gestão instigando a administração. Felipe Wellaton (PV), por exemplo, a três de mandato, propôs a CPI do Paletó – referência às imagens do prefeito recebendo dinheiro do chefe de Gabinete do ex-governador Silval Barbosa -; depois, Abílio Júnior (PSC) foi protagonista de um escândalo no canteiro de obras do Novo Pronto Socorro;  suplente elevado à condição de titular da cadeira, Diego Guimarães (Progressistas) tem sido duro nas críticas a Emanuel; e Dilemário Alencar (PROS), crítico ácido do governo municipal, vê erros em todas ações de Pinheiro.

Derrotado nas eleições municipais passadas pelo próprio Emanuel, o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) convenceu o também tucano Renivaldo Nascimento e o seu cunhado, Marcelo Bussik (PSB), a se unir ao bloco de ações contra a administração municipal, com a ordem de “não dar sossego a Emanuel. A ideia, segundo falam na Câmara Municipal, é atrapalhar e criar problemas para “desconcentrar” o gestor municipal, mantendo-o ocupado com defesas e desviando-o dos afazeres administrativos da cidade.

Nesta semana de Páscoa, sob a liderança do deputado Wilson, Renivaldo, Dilemário, Wellaton, Diego e Bussik deixaram de lado as tradições pascoais e foram a uma churrascaria para fortalecer ainda mais o grupo.

Sob a égide do deputado tucano, as conversas giraram em torno de encontrarem fórmulas e brechas para minar o prefeito de todo jeito. “Criar e tentar instalar CPIs, convocar secretários para se explicar na tribuna, cobrar feitos e não feitos”, disse um curioso, que ouviu a conversa.

 

Sem quadros ainda para a sucessão municipal, o PSDB quer se fortalecer com um bloco de oposição consistente na Câmara Municipal, para, que sabe, relançar Wilson Santos candidato a prefeito no ano que vem.

 



Fonte: Por JORGE MACIEL



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 1431336 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<