Cuiabá MT, 17 de Julho de 2018 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  Cuiabá não pode ser prejudicada  
  22/10/2017 - 16:18  
  Deputados federais e senadores por Mato Grosso decidiram, no último dia 17 de outubro, recuar com a promessa de destinar R$ 82 milhões em emendas impositivas para a saúde de Cuiabá. 
Allan Kardec

 Deputados federais e senadores por Mato Grosso decidiram, no último dia 17 de outubro, recuar com a promessa de destinar R$ 82 milhões em emendas impositivas para a saúde de Cuiabá. Reduziram o valor para R$ 50 milhões. Isso porque R$ 32 milhões serão repassados ao governo do Estado.

Nada contra garantir recursos para o Estado, mas essa decisão da bancada causa revolta. Explico: o valor integral já estava sendo contabilizado para compra de equipamentos do novo Pronto Socorro Municipal de Cuiabá.

Sabemos da importância de Cuiabá para a saúde do Estado, pois o atual Pronto Socorro atende pacientes de todas as regiões. Por isso, soa mais grave ainda essa manobra que prejudica não só a Capital, mas também a população do interior que se socorre aqui em busca de serviços de saúde.

Somos sabedores da situação delicada que o Estado se encontra, inclusive na área da saúde, mas o povo não pode ser penalizado por essas más administrações.

Maior desgosto dá ao saber que essa manobra em detrimento de Cuiabá ocorre quando o Palácio Paiaguás ainda tem mais de R$ 45 milhões em dívidas com os municípios nos repasses da saúde apenas em 2017. Além disso, há um déficit de R$ 162 milhões no setor.

Chega. Não dá apenas para ficar culpando gestões passadas que devem sim ser responsabilizadas pelos seus erros e condenadas pelos eventuais crimes. Mas tirar de Cuiabá algo que já estava combinado causa revolta, ainda mais se lembrarmos que o prefeito da Capital não é do mesmo grupo político dos que governam o Estado. Espero que essas questões partidárias não estejam interferindo num assunto tão importante, pois a decisão da bancada deve adiar a inauguração do novo Pronto Socorro.

Temos que ter compromissos com nossa população. Como deputado estadual, tenho percorrido os municípios mato-grossenses e sei da necessidade de levar mais recursos para todas as regiões. O que não podemos aceitar é a retirada de recursos que já estavam garantidos sem qualquer discussão prévia com o município.

Professor e deputado Allan Kardec.



Fonte: Allan Kardec



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 987872 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<