Cuiabá MT, 20 de Outubro de 2017 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  VÍDEO: Jornalista da Band ‘destrói’ delação de Silval e faz críticas contra Janot e Luiz Fux  
  24/09/2017 - 06:55  
 MONSTRUOSA SOB SUSPEITA O jornalista Reinaldo Azevedo, que comanda o programa “O É da Coisa”, na rádio Bandeirantes, na capital paulista, comentou nesta sexta-feira (22) o áudio gravado pelo ex-secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia com o ex-chefe de gabinete de Silval Barbosa (PMDB). 
matogrossomais

 O jornalista Reinaldo Azevedo, que comanda o programa “O É da Coisa”, na rádio Bandeirantes, na capital paulista, comentou nesta sexta-feira (22) o áudio gravado pelo ex-secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia com o ex-chefe de gabinete de Silval Barbosa (PMDB).

Azevedo, entre os trechos do áudio, cita que na conversa entre Alan Zanatta e Sílvio Corrêa, ocorrida no final de agosto, o então chefe de gabinete de Silval Barbosa revela que o dinheiro que o prefeito de Cuiabá pegou com ele não seria de propina, mas de uma dívida feita com o irmão de Emanuel Pinheiro (PMDB) e que o dinheiro estaria sendo repassado para o empresário Marco Polo por intermédio do prefeito.

Em um momento do áudio (ouvir abaixo), Sílvio diz que a aparição de Emanuel Pinheiro no vídeo está fora de contexto e que ele foi colocado na delação para dar mais visibilidade ao caso.

Reinaldo Azevedo também comentou que Sílvio Corrêa não teria citado em sua delação que é proprietário de um garimpo.

O jornalista ainda disse que os R$ 500 mil que Corrêa terá de devolver à Justiça será pago por Silval Barbosa.

Ainda no programa, Reinaldo Azevedo faz duras críticas ao ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que fez o acordo de delação premiada de Silval Barbosa e Sílvio Corrêa, e ao ministro do STF, Luiz Fux, que fez a homologação.

De acordo com o jornalista, os depoimentos de Silval e Sílvio, juntos, duraram 23 minutos para ser homologado pelo Supremo Tribunal Federal.

GOVERNADOR PEDRO TAQUES 

No áudio da conversa entre Alan Zanata e Sílvio Corrêa, o ex-chefe de gabinete revela que Silval Barbosa, quando chefe do executivo, não repassou ao então senador Pedro Taques (PSDB), candidato ao Governo do Estado,  a quantia de R$ 12 milhões para ajudar na campanha de 2014.

Veja abaixo, trecho reproduzido pelo jornal Diário de Cuiabá da conversa de Alan Zanatta e Sílvio Corrêa.

Silvio- O Silval tem um defeito… 

Zanatta – Eu não… 

Silvio – Ele no (…), mas no fundo assim (…) falta de compromisso. 

Zanatta – Não honra né? Todo mundo reclamou. 

Silvio – Nem em relação a ele cara (…) Pedro Taques? Não pagou. Não tô falando que tinha que pagar. 

Zanatta – Mas o Pedro ajudou alguma coisinha ou (…). 

Silvio – Ajudou nada. 

Zanatta – Ah, só. 

Silvio – Só na conversa. 


 

 

 

 



Fonte: matogrossomais



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 801609 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<