Cuiabá MT, 25 de Junho de 2017 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  Ex-assessor de Riva é condenado a 13 anos de prisão por homicídio qualificado  
  10/06/2017 - 19:53  
 Vinicius Prado da Silveira, foi condenado a 13 anos de prisão por homicídio qualificado. foi acusado de matar Wilson Barbosa Vaz Júnior, no dia 12 de fevereiro de 2000. A decisão foi proferida na madrugada deste domingo (10), após julgamento do Tribunal do Júri. A decisão foi ratificada pelo juiz Bruno D'Oliveira Marques da 1ª Vara Criminal de Cuiabá.  
Olhar Direto

 Um ex-assessor de José Geraldo Riva, conhecido por ocupar por dezenas de anos o cargo de deputado estadual, foi condenado a 13 anos de prisão por homicídio qualificado. Vinicius Prado da Silveira foi acusado de matar Wilson Barbosa Vaz Júnior, no dia 12 de fevereiro de 2000. A decisão foi proferida na madrugada deste domingo (10), após julgamento do Tribunal do Júri. A decisão foi ratificada pelo juiz Bruno D'Oliveira Marques da 1ª Vara Criminal de Cuiabá. 

De acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual, Vinicius teria matado a vítima por volta das cinco horas da madrugada na rua Felinto Muller esquina com a rua Arthur Bernardes, na região do bairro Lava Pés em Cuiabá.

Também foi acusado pelo crime o réu Adriel Correa da Silva, que teria “incentivado” Vinicius a atirar contra a vítima. Desde o início da acusação feita pelo MP, a defesa dos acusados defendiam a tese de que Vinicius agiu em legítima defesa após um desentendimento com a vítima. A discussão do caso durou toda madrugada, mas Tribunal do Júri decidiu pela condenação do réu.

Além deste caso de assassinato, Vinicius foi acusado de participação no esquema da Operação Metástase, em que servidores da Assembleia Legislativa de Mato Grosso emitiam ‘notas frias’ para comprovar os gastos exacerbados com a chamada Verba de Suprimento a AL. Parte do dinheiro desviado do Fundos de Suprimento era utilizado para quitas despesas pessoasis de José Geraldo Riva e distribuir 'presentes' a correligionários e pessoas próximas. 

Anteriormente, Vinicius já havia sido condenado ao pagamento de indenização por danos morais e pensão vitalícia para a mãe da vítima. No processo penal decorrente da Operação Metástase, o ex-servidor ainda não recebeu condenção.



Fonte: Por Lázaro Thor Borges



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 643520 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<