Cuiabá MT, 18 de Outubro de 2017 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  Enfermeiros dos PSFs se revoltam contra perda de renda  
  26/04/2017 - 13:47  
 Eles reclamam que são os "burros de carga" das unidades, trabalhando muito mais que médicos e dentistas, e mesmo assim têm sido os únicos lesados por cortes. 
João Vieira

Enfermeiros e técnicos de enfermagem que atuam nas unidades do Programa de Saúde da Família (PSF) em Cuiabá estão revoltados porque perderam um prêmio de R$ 200 em setembro do ano passado e agora correm o risco de perder incentivo de R$ 4.100.

Eles reclamam que são os "burros de carga" das unidades, trabalhando muito mais que médicos e dentistas, e mesmo assim têm sido os únicos lesados por cortes.

Chico Ferreira



Enfermeiros: papel importante nas unidades

Nos PSFs, enfermeiros e técnicos fazem trabalho assistencial, de coordenação, vacinação, de laboratório, cuidam da farmácia e visitas domiciliares. Acompanham pacientes especiais, como grávidas, hipertensos e outros. Dão orientação a quem chega. Distribuiem preservativo, assumindo diversas tarefas para o funcionamento da unidade.

Na tarde desta quarta-feira (26), a categoria irá se reunir com o promotor Alexandre Guedes, para pedir que o Ministério Público Estadual interfira.

Sindicato dos Profissionais de Enfermagem de Mato Grosso (Sinpen) também acompanha a movimentação da categoria.

Viva Bem



Vacinação é uma das tarefas nos postos

Uma das enfermeiras indignadas e que preferiu não se identificar explica que o enfermeiro tem salário base atualmente em Cuiabá de R$ 1.800 e recebe mais R$ 4.100 de incentivo por dedicação exclusiva, ou seja, para ficar o dia todo no PSF, por 8 horas diárias. Já os médicos e dentistas ganham R$ 6.100 pelo mesmo incentivo. No entanto, a crítica é a de que não cumprem as 8h "cheias" que deveriam cumprir. 

O prêmio que os enfermeiros perderam em setembro no valor de R$ 200 era pago a quem não faltasse.

Ao todo são 86 enfermeiros na rede.

Quanto aos técnicos de enfermagem, que são cerca de 165, recebem 2.100 de incentivo e também perderam o prêmio presença.

Na reunião no MPE, um grupo vai entregar ao promotor a minuta da Prefeitura de Cuiabá, que deve ser encaminhada à Câmara Municipal. Se aprovada, o corte terá validade.

A minuta, de acordo com enfermeiros, tranforma o incentivo em prêmio com valor variado de R$ 100 a R$ 3.500, atrelado a cumprimento de metas.

O Gazeta Digital procurou a secretária municipal de Saúde, Elizeth Araújo, que ficou de prestar esclarecimentos sobre a questão mais tarde.



 



Fonte: Keka Werneck, repórter do GD



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 800892 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<