Cuiabá MT, 25 de Junho de 2017 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  Prazo para defesa corre e João Emanuel não aciona o advogado  
  11/02/2014 - 14:52  
 O prazo para o ex-presidente da Câmara de Cuiabá, vereador João Emanuel (PSD), apresentar defesa à Comissão de Ética começou a correr, mas o parlamentar parece não estar nenhum pouco preocupado com isso. 

 

joao_emanuel_primeira_sessao_2014.jpg

Ex-presidente da Câmara de Cuiabá João Emanuel 

O prazo para o ex-presidente da Câmara de Cuiabá, vereador João Emanuel (PSD), apresentar defesa à Comissão de Ética começou a correr, mas o parlamentar parece não estar nenhum pouco preocupado com isso.Até a manhã desta terça (11) ele ainda não havia acionado o advogado para começar a estruturar a defesa.  João Emanuel responde à representação na Comissão de Ética por quebra de decoro parlamentar por fraudes em processos licitatórios na Câmara.O processo foi instaurado a pedido da Ong Moral para apurar irregularidades também investigadas na Operação Aprendiz, deflagrada no ano passado pelo Gaeco.  O advogado Eduardo Mahon garante que até o momento não recebeu a notificação da Comissão de Ética das mãos do parlamentar e, enquanto isso, não pode buscar as brechas jurídicas para preservar o mandato dele.“Tenho noção do que consta na notificação, mas preciso ter acesso à íntegra do documento. Estou aqui com a Resolução 152/2011 que é o Regimento Interno e com a Resolução 21/2009 que norteia os trabalhos da Comissão de Ética, falta apenas este documento”, frisou o advogado.Acontece que João Emanuel foi notificado na semana passada, na sessão ordinária da última quinta (6) às 10h45. Desde então, ele tinha o prazo de cinco sessões ordinárias para entregar a defesa escrita, nesta terça foi-se uma e agora ele só tem mais quatro.“Para a Comissão de Ética quem tem que ser notificado é o vereador, porque nós investimos o parlamentar e não o advogado. Agora, se João Emanuel não comunicou o advogado dele aí é questão interna. Um dos dois está perdendo tempo”, informou o presidente da comissão de Ética, vereador Toninho de Souza (PSD).Toninho lembra que ao assinar a notificação no dia 6, durante a sessão plenária, e na presença dos três vereadores que integram a Comissão de Ética, João Emanuel também anotou a data e a hora da rubrica. Além da citação pessoal do vereador, a comissão ainda fez registro da notificação no protocolo geral da Câmara.Além de Toninho, compõem a Comissão os vereadores Ricardo Saad (PSDB) como relator, Oséas Machado (PSC) como membro-titular, e os suplentes Allan Kardec (PT), Marcrean dos Santos (PRTB) e Haroldo Kuzai (SDD).



Fonte: RDNEWS



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 643528 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<