Cuiabá MT, 25 de Junho de 2017 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  Silval diz aceitar protestos, mas avisa que não vai recuar de concessões  
  11/02/2014 - 14:14  
 O governador Silval Barbosa (PMDB) garante que não vai recuar da decisão em entregar à concessão algumas rodovias estaduais. O peemedebista justifica que o governo não tem condições de arcar com a recuperação das estradas, tendo em vista que o Estado tem dimensões continentais. “Ao longo da história, as concessões tem dado certo”, argumenta Silval. 

 

 

O governador Silval Barbosa (PMDB) garante que não vai recuar da decisão em entregar à concessão algumas rodovias estaduais. O peemedebista justifica que o governo não tem condições de arcar com a recuperação das estradas, tendo em vista que o Estado tem dimensões continentais. “Ao longo da história, as concessões tem dado certo”, argumenta Silval.A mesmo opinião, no entanto, não é compartilhada por alguns deputados estaduais. Acontece que na semana passada, a Assembleia foi palco de discussões acerca da situação precária da rodovia MT-130, trecho que liga Rondonópolis a Primavera do Leste, sob a concessionária Morro da Mesa. O próprio líder do governo, deputado estadual Jota Barreto (PR) é a favor da suspensão do pedágio até a recuperação seja feita.Diante da chiadeira, o governador pede que os parlamentares não interfiram nessa questão, pois o Executivo vai analisar o contrato e verificar se os prazos de recuperação do asfalto são cumpridos. Só após a avaliação, Silval decidirá quais medidas devem ser tomadas. “Eu mesmo vou suspender o contrato se o cronograma não for respeitado”, reforça.

MT-251

A concessão rodovia MT-251 (Emanuel Pinheiro) é ainda mais polêmica. Neste caso, Silval é alvo de críticas da população e de parlamentares. O deputado estadual, José Riva (PSD), por exemplo, tenta anular a instalação de pedágio com o projeto que não autoriza concessão em “Estradas Parques”. O governador coloca panos quentes na discussão e ressalta que as manifestações são normais e que acontecem em todo o país. “São naturais”, minimiza. Em meio aos debates, vereadores por Cuiabá, Arilson da Silva e por Chapada dos Guimarães, Carlos Eduardo de Lima Oliveira, Carlinhos, ambos do PT, apresentam posição contrária a cobrança de taxa para o tráfego no trecho entre os municípios. Para ampliar a discussão, os parlamentares vão realizar audiências públicas e unir forças com os demais vereadores e entidades que atuam em defesa da livre circulação entre a capital e uma das principais cidades turísticas de Mato Grosso.



Fonte: RDNEWS



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 643473 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<