Cuiabá MT, 15 de Dezembro de 2017 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  Uma das principais cidades turísticas de MT não dispõe de infraestrutura  
  01/02/2014 - 11:16  
 Melhorar atendimento, comércio e recepção ao turista se tornam grandes desafios em Chapada 

  

 

Enviada Especial a Chapada dos Guimarães

Mário Okamura/Rdnews

chapada turismo e problemas

Chapada dos Guimarães é um dos municípios que mais recebem turistas, não oferece condições para bem atendê-los e sofre com a falta de infraestrutura geral

A reclamação maior quando se fala da turística Chapada dos Guimarães, na ótica de turistas, comerciantes, habitantes e mesmo de servidores públicos locais, é a falta de infraestrutura em todos os setores e o pouco apoio do governo às reivindicações por melhorias. A reportagem do Rdnews percorreu por um dia alguns pontos da cidade. Ouviu moradores, representantes de entidades, turistas, empresários e agentes públicos. O município recebe cerca de 130 mil visitantes por ano, de acordo com a secretaria municipal de Turismo. Em época de grandes eventos, como o Carnaval e o Festival de Inverno, chega a quase metade dessa quantidade de pessoas de uma só vez. A maior parte dos turistas é de brasileiros, mas o contingente de estrangeiros também é significativo, principalmente de japoneses, alemães, franceses e americanos. Todos vão em busca das vistas maravilhosas, dos banhos de cachoeira e de rios, da tranquilidade de uma cidade pequena e do campo. Apesar disso também querem bom atendimento, informações, acomodações e bom serviços como de telefonia.

Iara Rezende/Rdnews

chapada em números

Chapada dos Guimarães, com vários pontos turísticos e clima agradável, numa média de 24 graus

A própria secretaria de Turismo assume que Chapada dos Guimarães não está preparada para receber muita gente ao mesmo tempo. A assessoria comenta que o comércio local não suporta uma quantidade grande de turistas e recebe muitas vezes feedback negativo sobre o assunto. Além disso, poucas pessoas conseguem atender estrangeiros em outras línguas.A prefeitura, de acordo com a secretaria, não arrecada muito, por isso precisa da ajuda do governo estadual para melhorar e organizar alguns eventos. No ano passado, o Festival de Inverno foi cancelado por falta de repasse financeiro do Estado e o município alegou falta de condições para custear as despesas da festa.

O secretario de Estado de Desenvolvimento ao Turismo Jairo Pradela confirma que o município precisa de melhorias, muitas das quais já estão sendo feitas ou possuem projetos. “É preciso ter em mente que o governo fomenta, mas a responsabilidade também é dos empresários e do comércio local”, salienta. Cidades turísticas bem sucedidas são fruto de esforço coletivo de gestão e comunidade.O proprietário da agência de turismo Chapada Off Road, Rosan Chaves Silva Junior, afirma que há atualmente em Chapada dos Guimarães 41 hotéis e pousadas. Para ele, esse é um número bom, mas ainda não ideal, principalmente porque em época de superlotação da cidade não há como comportar todo mundo. Tem gente que dorme na rua e em carros. “E a deficiência não para aí, mas também em banheiros públicos, padarias, restaurantes e assim por diante”, pontua.César Oliveira, presidente da Associação Comercial de Chapada dos Guimarães e proprietário do Restaurante Pomodoro, concorda e ainda acrescenta que o município sofre com mau serviço de telefonia. De acordo com ele, em finais de semana e em época de eventos, não há operadora que funcione satisfatoriamente. “E nenhuma delas faz questão de melhorar”, complementa. Na sua opinião, também faltam caixas eletrônicos e agências bancárias. “Atualmente estabelecimentos têm aceitado cartão de crédito, mas durante muito tempo era só no dinheiro vivo, o que causava muitos transtornos e fazia até mesmo perder vendas”, conta.

Copa

Fotos: Iara Rezende/Rdnews

recepção,locais de visitação e rodoviária

Do apoio empresarial, passando pela rodoviária e por locais de visitação, como Mirante, Chapada sofre com carência na infraestrutura e não suporta superlotação

O governo do Estado vai investir mais de R$ 12 milhões em Chapada dos Guimarães para resolver um dos principais problemas da cidade: o abastecimento de água. Segundo Pradela, até a época da Copa, em junho, essa prioridade terá sido resolvida. Outro trabalho ainda a ser realizado é a construção de um centro de convenções com recursos do BNDES e a revitalização de vários pontos turísticos, como o portão de entrada da cidade, trilhas e centros de atendimento ao turista. “Estamos reformando o complexo da Salgadeira, apesar de ele ser de Cuiabá, não de Chapada. São R$ 6,3 milhões investidos. As suas obras vão beneficiar o turismo nas duas cidades”, explica o secretário.O governo também financiou durante um ano e meio (2012/2013) uma consultoria para a capacitação da cadeia produtiva do turismo de Chapada dos Guimarães. Foram vários cursos em todos os segmentos comerciais, inclusive cursos de línguas do Pronatec. O mesmo será feito em Nobres e em outras cidades.A secretaria municipal de Turismo diz que nas próximas semanas irá montar um Conselho de Turismo para escolher projetos e ver as prioridades de reforma e revitalização em Chapada dos Guimarães para os próximos meses, de preferência para antes da Copa. A votação para a escolha dos integrantes está sendo marcada para os próximos dias.O comitê será formado por três representantes do executivo, um da associação de bares e restaurantes, um das agências de turismo, um dos atrativos turísticos, três de entidades ambientes, um de pousadas e hotéis, um da Câmara, um do sindicato municipal de guias turísticos e um da Associação Comercial da cidade. Pradela ainda comenta que para Chapada dos Guimarães crescer e se desenvolver no turismo não é necessário muito. Entende que basta mexer na infraestrutura. "As belezas naturais nós já temos. No resto dá-se um jeito".

 



Fonte: RDNEWS



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 828884 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<