Cuiabá MT, 14 de Dezembro de 2018 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  PERSEGUIÇÃO DO MP CONTRA RIVA E BOSAIPO É A CARA DA DEMOCRADURA E NÃO DA DEMOCRACIA!  
  11/06/2013 - 15:22  
 O que temos assistido ser feito contra os senhores José Geraldo Riva e Humberto Mello Bosaipo ambos os políticos com enorme folha de serviços prestados ao Estado de Mato Grosso e seu povo, é algo inconcebível em termos de perseguição.  

 

        O que temos assistido ser feito contra os senhores José Geraldo Riva e Humberto Mello Bosaipo ambos os políticos com enorme folha de serviços prestados ao Estado de Mato Grosso e seu povo, é algo inconcebível em termos de perseguição.

        Agentes do Estado que são regiamente pagos para trabalhar e zelar pela defesa e integridade dos cidadãos de todos os cidadãos sejam eles ricos ou pobres, trabalhadores ou desocupados, brancos negros pardos ou coloridos, honestos ou delinquentes pelo simples e elementar fato de serem seres humanos e todos os filhos de um mesmo Deus, por essa simples razão merecem ter um tratamento linear e igualitário por parte das autoridades constituídas dessa republica.

        Ao que se pode depreender da postura do MO é que tanto o senhor Humberto Mello Bosaipo bem como e também o senhor José Geraldo Riva estão excluídos dos grupos acima citados e não se entende bem porque e quais são os motivos encontrados pelas autoridades para deliberadamente presumimos nós, transformá-los em reles marginais perante a sociedade da qual fazem parte, em nome dela, quando no exercício dos muitos e relevantes cargos que ocuparam na vida pública trabalharam intensamente em beneficio do bem comum de todos.

        Eis que de repente esses dois senhores foram escalados pelos supostos arautos da moralidade pública para pousar de bandidos, meros trapaceiros assaltantes do erário que arquitetaram o mais sórdido esquema para se apoderar de grandes quantias do dinheiro do tesouro estadual para passar o resto da vida no bem bom a custa do suado tributo que o povo desembolsa para sustentar a manutenção das instituições públicas.

        Que lastima que Mato Grosso seja palco de tamanha malvadeza praticada a luz do sol ou seria na escuridão da noite quando é mais fácil ou autores de tal perversidade contra homens que tanto já trabalharam em pro do desenvolvimento do Estado e dom bem estar dos habitantes que aqui vivem de forma ordeira trabalhando com força total para colocar Mato Grosso no estagio de desenvolvimento que se verifica.  

        Pasmem todos! Recentemente em conversa informal com um conceituado e bem informado jornalista, ouvi dele uma explicação que me deixou pasmo com relação à estória das famosas calcinhas que ilustraram imagens mentirosas de um contrato celebrado entre a Assembleia Legislativa e uma empresa de aviação.

        É sabido que a empresa com a qual a Assembleia tinha um contrato referente à prestação de serviço teria sido vendida e os novos proprietários teria utilizado a razão social para outra finalidade, ou seja, passaria a trabalhar no ramo de confecções.

        Ai a grande sacanagem, segundo nossa fonte supostos paladinos da moralidade pública inverteram o enredo e formataram um escândalo que ganhou assas e até varal para pendurar calcinhas, lingeries e mostrar para a população uma Assembleia que ao invés de fazer leis se prestava a comprar peças intimas por atacado e com  os recursos constitucionais que lhe eram repassados pelo tesouro para a manutenção do Poder Legislativo. Pura sacanagem!

        O que era uma única ação judicial contra supostos desvios de conduta dos gestores da Assembleia se transformou em mais de cem ações que vem se arrastando em ritmo do andar de tartarugas e causando os mais incríveis transtornos ao senhor Riva e Bosaipo. HB já está afastado das suas funções no TCE por determinação da justiça, e Riva igualmente tentando se manter no cargo e na presidência da Assembleia de onde também foi afastado por força de medida judicial. Ouvimos comentários de que nem mesmo teve direito de se defender na ação que o afastou do cargo de presidente do parlamento. Ai pergunta-se: Que diabo de regime democrático é esse em que vivemos todos nós brasileiros?

 Isso é democracia ou democradura, misto de democracia com ditadura? Imagino que seja isso. Pois não é?      



Fonte: Ivaldo Lúcio



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 1067741 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<