Cuiabá MT, 21 de Outubro de 2017 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  TUDO ISSO É VERDADE OU PURA FANTASIA?  
  22/02/2013 - 10:33  
  Passeando os olhos nas linhas escrita na irreverente publicação de propriedade do jornalista Ely Sant Antonio, o famoso depredador de trambiqueiros batizado com o escrachado titulo de “CACETÃO CUIABANO,” lemos uma enorme quantidade de denúncias as mais diversas, que francamente são de arrepiar qualquer leitor que se detenha numa analises mais cuidadosa sobre o teor das ditas cujas.  

 

O que se pergunta é o seguinte: onde está especialmente o Ministério Público estadual e federal que não investigam a veracidade dos fatos denunciados pela publicação para que a sociedade seja informada a respeito do assunto já que é o contribuinte, trabalhadores ou empresários que pagam os tributos mais caros do planeta e por via de consequência é quem banca sem chiar, toda a farra denunciada pelo “CACETÃO CUIABANO”, bem como, por outros veículos de comunicação sob a responsabilidade do Jornalista Ely Santantonio.
Ao lermos cuidadosamente as matérias veiculadas nas citadas publicações ficamos imaginado se tudo que ali está posto se referisse a conduta de simples cidadãos que tivessem cometido as trapaças denunciadas, o que já teria acontecido em termos de penalidade aos autores dos trambiques?
 Certamente os orgãos de repressão (Policias de todos os níveis), Ministério Público estadual e federal, já teriam se mobilizado para investigar fazer os respectivos inquéritos e encaminhar tudo para que a Justiça se pronunciasse sobre o assunto, e na eventualidade dos fatos denunciados serem verdadeiros, provavelmente os envolvidos na tarefa de lesar a Pátria e o povo, já estariam presumivelmente encarcerados pagando a pena que a letra da lei determinasse. É isso o que já aconteceu ou está acontecendo? Não! Sabem por quê? É fácil explicar: é que esse País se chama Brasil, e aqui só vai pro xilindró ladrão de galinha, ou de roupa surrupiada do varal.
Gente graúda especialmente aqueles que estão encastelados em qualquer nível dos poderes, que está tudo bem, nada acontece com ninguém, esses privilegiados pode fazer todo tipo de falcatruas que nada de ruim acontece com eles, e tem mais, se vacilar ainda é capaz de alguem da quadrilha ser condecorado por conta da esperteza aplicada nas mutretas perpetradas. É mole?
Imaginamos nós dessa modesta publicação que a falta de interesse das autoridades em apurar as denuncias da lavra do jornalista Ely Santantonio, deve-se ao fato de muitos imaginarem que o periodista em tela, é uma maluco, abestado, revoltado por não fazer parte de certo e “seleto” grupo da imprensa adestrada, que fatura os tubos para manterem-se em silencio sepulcral, e nada do que acontece nos porões dos poderes vir a tona, por via de consequência cair no domínio publico macular a “boa imagem” dos eventuais e transitórios donos do poder. Seria isso? Se for assim a lastima ainda é maior do que o que possa imaginar.
O Ely tá ai com seu “CACETÃO CUIABANO” baixando a borduna na malandragem, enquanto isso acontece, muitos riem ao invés de chorar, e apenas deixa tudo correr frouxo para o tempo passar e tudo cair no esquecimento.
Vale lembrar que o jornalista Ely Santantonio é um periodista com comprovada experiência no ramo em que exerce sua atividade profissional e por muitas vezes já teve que correr de um lado para outro driblando aqueles que o perseguia para engaiola-lo por conta de denuncias as mais diversas onde figuras importantes eram o alvo do seu estilingue literário. Na verdade Ely tem ao longo dos muitos anos em que trabalha como jornalista, tem prestado relevante serviço a sociedade mato-grossense e ao mesmo tempo pedra pontuda no sapato caro e lustroso de muitos mal feitores. (OBS) é oportuno dizer que esse artigo não se destina a endossar, assinar embaixo, e reconhecer firma em cartório para assegurar que as denúncias veiculadas nas publicações sob a responsabilidade do periodista em tela sejam verdadeiras ou fantasiosas, o que desejamos que seja entendido é que tudo seja investigado e posto em pratos limpos para que as pessoas denunciadas sejam condenadas ou absolvida se não apenas e tão somente pela justiça, mais especialmente pela sociedade que banca tudo e é sempre ignorada por parte de quem deveria protege-la. Pois não é?                
Ivaldo Lúcio


Fonte: redação



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 802208 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<