Cuiabá MT, 24 de Junho de 2017 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  DESINTRUSÃO DA SUIA-MISSU VINGANÇAS DO PASSADO‏.  
  20/02/2013 - 11:54  
  Para comemorar a vitoria e o sucesso na operação de “desentrosam” de “marãiwatsede” dezenas de ONGs entre as quais, a Pastoral Operaria de Gilberto Carvalho, CIMI, Prelazia e outras organizaram o Comitê de Solidariedade a dom Pedro Casaldáliga e ao povo Xavante.  
Calixto: jornalista e violeiro

 

 

. O ato aconteceu na noite do dia 7 de fevereiro de 2013 na Câmara Municipal de São Paulo com toda a pompa dos natizista. Regado a bons vinhos pelos bares da vida e como sempre, com belos discursos humanitários a favor dos povos indígenas. Propagando denuncias gratuitas contra a classe produtora e com um publico de jovens militantes da Pastoral da Juventude, o evento serviu para dar visibilidade e impresssão de que esta tudo bem com a política indigenista e com os demais movimentos sociais rotulados pela intelligencia petista de “minorias.” Paulo Maldos, secretário de articulação social do governo, presente na reunião declara; “O papel do Estado é de servir, é justamente de fazer decisões da justiça acontecerem da melhor maneira possível. Uma lição quando o Estado se une, entra em sintonia, seja o Executivo com o Judiciário e com o Legislativo, até o impossível pode acontecer. A gente acha essa articulação, essa sintonia de Estado, de uma causa legítima, eticamente correta. A gente acha que pode sim, defender as conquista em a favor dos povos indígenas, dos quilombolas, das populações tradicionais e a gente também sabe que esses são setores mais frágeis da nossa sociedade.” 
 Realmente, a união, o conluio entre o poder executivo petista, parte do judiciário e do legislativo federal foi preponderante na farsa montada para confiscar as terras dos produtores da Suiá-Missu. A criação da falsa reserva “marãiwatsede” e de tantas outras só foi e é possível porque a quadrilha de insanos promotores da instabilidade social e institucional da nação brasileira se apoderou do Estado. O “impossível” dito por Maldos, significa a tendência ditatorial do governo petista e linha arbitraria na qual eles pretendem seguir se assemelhando bem a revolução do bichos de George Orwell. A Comissão da Verdade, montada para punir e achincalhar os antigos membros do regime militar é a prova cabal de que os lideres petista e seus ideólogos radicais, se vingarão das refregas do passado. A “desintrusão” da Suiá-Missu, a pedido de Casaldáliga é uma dessas vinganças. Bispo serviçal do eterno latifúndio feudal da igreja católica romana e comandante da guerra do indigenato contra o povo brasileiro na região do Araguaia, vive agora seu momento de êxtase enquanto, as cinzas da Suiá-Missu e a poeira da demolição de Estrela do Araguaia formam uma nuvem de lembranças impagáveis.
 





Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 641376 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<