Cuiabá MT, 18 de Outubro de 2017 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  A IMPRENSA É RESPEITADA POR FALAR A VERDADE,E INDEPENDENTE SE NÃO DEFENDER FALCATRUAS.  
  21/02/2013 - 08:24  
  A imprensa é como o Sol, o dia a Lua à noite, e a liberdade que é de ninguém por que é de todos.  

 

  Vive da esperança de quem há alimenta, é perene seara de borrascas e bonanças, e sobrevive do ideal de quem pratica sua atividade de forma séria decente, e sem amarras nas mãos de quem dedilha o teclado da maquina que compõe o texto que os olhos dos leitores passeiam sobre ele.
 O jornalista que se presta que honra seu oficio, não deve nem pode baixar a cabeça para quem quer que seja muito menos para aqueles que são notadamente algozes da sociedade, negociantes da consciência coletiva, corruptos por oposição ou convictos por ausência de consciência cívica, e de cidadania, aquele que não age assim não é jornalista, é gigolô da miséria pública!   
Nos dois parágrafos acima estamos sintetizando nosso pensamento de forma explicita a respeito daqueles que possam se imaginar acima da Lei e a salvo da Justiça pelo simples e elementar motivo de serem poderosos do ponto de vista econômico, ou eventualmente exercendo o poder nesse ou naquele nível de governo, seja lá onde for ou onde estiverem.
Com base na farta documentação que temos em mãos escrevemos alguns artigos comentando o fato que aconteceu nas eleições passadas na Barra dos Bugres.
Ali como é do domínio coletivo, alguns candidatos á cargos eletivos foram denunciados por conduta irregular (escambo de sextas básicas & votos).
Esse periodista comentou o fato em artigos passados, o que deve por suposto ter provocado á ira de elementos envolvidos na trapaça.
Fomos informados por pessoas que merecem crédito, que confrades da imprensa local, teriam comentado que nossos escritos não foram fundamentados na verdade.
Desejamos esclarecer apenas que nossos artigos foram vazados em fatos concretos que estão inseridos em documentos oficiais, os quais estão fac-similados agora, para mostrar aos incrédulos ou incautos, que em nossos mais de 50 anos de atividade profissional na imprensa, em momento algum deixamos de observar as normas que devem nortear as regras do nosso oficio, a verdade precisa ser mostrada ao povo doa a quem doer.
 Imaginamos que agora com documentos publicados mostrando as falcatruas, nossos contestadores ou difamadores, se assim desejar ou desejarem, possam defender a mentira a vontade se quer assim fazê-lo, mais não tentem nos incluir no rol daqueles que se permitem cooptar, seja por necessidade, conveniência, ou irresponsabilidade.
Quanto ao resto fica a cargo da Justiça que melhor que nós vai certamente tratar do assunto com sabedoria e a legalidade que o fato impõe. É nisso em que todos creem e esperam. É só por enquanto, pois não é? 
Ivaldo Lúcio


Fonte: REDAÇÃO LUCIO



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 800924 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<