Cuiabá MT, 11 de Dezembro de 2018 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  EM BREVE SERÁ LANÇADO UM LIVRO DE ARREPIAR. AGUARDEM A BELA OBRA DE CALIXTO GUIMARÃES.  
  21/01/2013 - 15:36  
 O jornalista, compositor, e violeiro genial Calixto Guimarães, se recolheu recentemente em sua vivenda em Goiânia, por dois motivos justificáveis: primeiro para não sofrer o retalhamento que provavelmente iria lhe despachar para a cidade dos pés juntos; segundo, para poder continuar sua luta, agora no campo literário em defesa da população banida da sua terra. 

 

O jornalista, compositor, e violeiro genial Calixto Guimarães, se recolheu recentemente em sua vivenda em Goiânia, por dois motivos justificáveis: primeiro para não sofrer o retalhamento que provavelmente iria lhe despachar para a cidade dos pés juntos; segundo, para poder continuar sua luta, agora no campo literário em defesa da população banida da sua terra. Explico.
Calixto esteve envolvido na justa batalha social que resistia à tentativa de desmanche, que finalmente acabou acontecendo das centenas de famílias do Vale do Araguaia.
Na verdade, trata-se do despejo sumário das centenas de famílias que perderam suas legítimas propriedades para a FUNAI sobre o pressuposto de a dita área, já ter pertencido aos indígenas (tudo uma deslavada mentira). Sob pressão de ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS, ou melhor, supostamente governamentais, o governo brasileiro, não se sabe a que título, capitulou sob a exigência da “máfia” das ONG"s. Estas, a qualquer preço tentaram e até certo ponto conseguiram descaracterizar a cidadania dos brasileiros que ali viviam e trabalhavam há dezenas de anos promovendo o progresso e o desenvolvimento sócio-econômico do Vale do Araguaia, que agora é de fato, mas não de direito, o Vale Dos Esquecidos, ou dos Miseráveis, se assim acharem melhor.
        Pois bem, o jornalista Calixto Guimarães achou por bem se recolher da linha de frente do movimento social que lutava pelos seus direitos de defender seu patrimônio conseguido a duras penas (e também aconselhado por amigos e pelos próprios companheiros do movimento), já que corria sério risco de sofrer graves consequências, até de ser vítima de um atentado programado por desafetos invisíveis. Então, diante desse provável fato, o “Rambo do Cerrado” recolheu o flap e foi pra casa, onde agora está concluindo o livro, que em breve será lançado contando tudo sobre a aberração jurídica que acabou com um município e grande parte da sua população, que só desejava viver em paz e trabalhar para o bem geral da região de Mato Grosso e do Brasil.
        O livro do Calixto mostra detalhes inequívocos que atrasaram por décadas a região do Araguaia que passou anos e anos sob a tutela da Prelazia de São Félix, onde certo personagem importado da região da Catalunha (uma espécie de agente do atraso) deu cartas e jogou de mão até sair de cena por força da aposentadoria compulsória, da ordem, quem sabe desordem da congregação radical a que pertencia. Com certeza o livro do Calixto vai mostrar a fragilidade do governo brasileiro em todos os níveis seja do Legislativo, Executivo e Judiciário.
O povo só vale alguma coisa no Brasil na hora de eleger os mandatários, especialmente aqueles que se vendem a troco de uma dose de pinga, há exceções é claro, mas esses são minorias insignificantes.
O pior de tudo é saber que o governo brasileiro, na sua absoluta subserviência a grupos transnacionais utilizou, entre outras medidas, notadamente expurias até o glorioso Exército Brasileiro para dar cobertura a esse ato imoral. “Que que é esse, dona Dilma?”
 Vamos ler o livro; é melhor e oportuno!
 
Ivaldo Lúcio é jornalista em Cuiabá e editor dessa publicação.   
 
 


Fonte: Da Redação



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 1067542 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<