Cuiabá MT, 25 de Junho de 2017 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  Abadia de Goiás A Minha Cidade.  
  15/04/2017 - 14:06  
 Agradeço a Deus, por me trazer a existência num lugar tão maravilhoso de tanto futuro e progresso pela frente como Abadia de Goiás. 
Selzy Quinta

Abadia de Goiás, com seu nome histórico pela padroeira da Cidade Nossa Senhora da Abadia, é "minha" sim. É a cidade onde nasci, cresci, vivi. Amo-a de paixão. Impossível identificá-la com simples palavras é brutal, cosmopolita, caleidoscópica, espantosa, dinâmica, estranha, vibrante, violenta, improvisadora, contraditória e ousada todas estas e muitas mais a identificam.

Amo Abadia de Goiás pelos contrastes entre o belo e o feio, o bom e o ruim, o antigo e o moderno. De um lado, o maior número de habitantes dividido pelas primeiras famílias a chegarem aqui. Do outro lado os imigrantes que chegaram depois, as suas áreas quase que estão completamente vazias, sem infraestrutura, o comercio pequeno, que driblam a população e fazem a cidade funcionar, em meio ao caos dos preços altos de seus produtos mesmo sendo localizada tão próxima a capital do nosso estado, eles precisam e representam a luta pela sobrevivência de uma minoria excluída da nossa sociedade.

Amo os cheiros de Abadia de Goiás, cheiros de gasolina, de álcool de escapamentos, de comidas em cada canto, de pastéis de feira, de perfumes baratos, desodorantes, cheiro de gente, cheiro das frutas das mercearias misturando odores de frutas, legumes e verduras, e resultando um cheiro único e especial, cheiro de pão fresco nas manhãs, cheiro de café em cada esquina do centro.

Amo a Abadia de Goiás multicultural e multirracial e sua aceitação incondicional e sem preconceito dos que chegam a ela.

Enfim, amo tudo de Abadia de Goiás. E por amor aceito suas qualidades e seus defeitos, suas vantagens e desvantagens. Quero escrever sobre ela, passar minhas emoções, compartilhar com outros que lhe dedique idêntico amor.

Mas, escrever sobre Abadia de Goiás é uma temeridade. É um teste de múltiplas escolhas. Do que escrever? Escrever sobre a Abadia dos nossos sonhos? Sobre a cidade surpresa? Sobre a saudade de uma Abadia do Badico, dos Fortes e dos Queiroz? Sobre os sons, os sabores, a sofisticação, os sotaques da cidade?

Para quem escrever? Para aqueles que também amam Abadia de Goiás.

Porque só quem ama é capaz de ouvir e entender o que quero escrever.

Eu me pergunto como escrever? Com emoção, expressando meus sentimentos que crescem no dia-a-dia? Com objetividade, apenas narrando? Com orgulho de seu gigantismo, seu progresso? Com saudades, mas não saudosismo?

Não sei, vou pensar, vou deixar o tempo passar quem sabe vou descobrir coisas ainda da minha cidade que ainda não conheço. Vamos ver o que acontece.

 

Agradeço a Deus, por me trazer a existência num lugar tão maravilhoso de tanto futuro e progresso pela frente como Abadia de Goiás.



Fonte: Por Selzy Quinta



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 643474 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<