Cuiabá MT, 05 de Dezembro de 2020 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  ALAIR FOI DESFILAR NA PRIMEIRA FILA DO BLOCO OS FILHOS DE GANDHY NA BAHIA.E EM CUIABÁ? A MESMICE!  
  23/02/2012 - 15:06  
 Enquanto isso, o nosso carnaval cuiabano se restringia a pequenas aglomerações em folia, é sempre a prática da mesmice, tudo pontos isolados da cidade. Nada a acrescentar na nossa isso por falta de interesse dos “nobres mandarins” ou vassalos do reinado de momo. E tome-lhe Ranqueado, Lambadão e Polca. Viva a incompetência.  

ALAIR FOI DESFILAR NA PRIMEIRA FILA DO BLOCO OS FILHOS DE GANDHY NA BAHIA.E EM CUIABÁ? A MESMICE!
 
Místico, o Delegado aposentado, e agora também formado em Jornalismo (Obs.: O periodista em pauta não está à procura de emprego), seu tempo disponível é curto, vez que, ele é também acadêmico de Filosofia.
 Alair Fernando é o cara! Para mim só “Barba.” Meu amigo fraterno de tantos embates na defesa dos direitos negados aos oprimidos e menos favorecidos nas mais elementares formas do pleno exercício da cidadania.
 Cuiabano do Baú, gente da melhor qualidade e sambista dos bons, talentoso percussionista, coisa que não é valorizada aqui na terra, características próprias de poucos, e mais que isso, prata da casa que é reconhecido no eixo cultural do mais festejado carnaval do planeta, mas aqui na terra, na beirada do rio abaixo, teimam em tentarem transformá-lo numa figura qualquer, na pobre mentalidade de alguns, uma figura apenas obscura. Pura inveja!
 Quanta mediocridade! Alair Fernando ao sair na primeira fila do Bloco Carnavalesco os Filhos de Gandhy do carnaval da Bahia, mostra apenas que o nosso carnaval, cuiabano se resume na insignificância da sua própria história.
Poderia ser diferente se os “cientistas” carnavalescos da terra convidassem o referido senhor para emprestar uma parcela dos seus conhecimentos sociais à nossa folia. Lamentavelmente nada disso que aqui está posto é valorizado pelos operadores do nosso carnaval, que inexplicavelmente não progride. E poderia? Por suposto não, já, que aqui na província não se valoriza aqueles que poderiam ajudar a alavancar a festa de momo quando nada em nome do tão propalado turismo pantaneiro.
 O Dr. Alair, “Barba” poderia assumir tal missão aqui, mas como se pode observar, ele sai de Cuiabá para ir participar do desfile de blocos carnavalescos na Bahia. Alair é uma figura de real importância na área social e cultural, nem assim, diante dessa assertiva, os nossos carnavalescos cuiabanos se ligam.
E assim, o nosso carnavalzinho deixa escapar dos seus desfiles caseiros um figura como “barba”.
 Isso só nos mostra a pobreza (não de dinheiro, mas de idéias) na organização que se verifica a cada novo festejo de momo na nossa terra. Pois não é?

 



Fonte: luciodiaenoite.com.br



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 1548493 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<