Cuiabá MT, 15 de Dezembro de 2017 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  BANDIDOS APAVORADOS FOGEM COM MEDO DO SIJÃO CAPILÉ!  
  21/11/2011 - 10:54  
 Com um rifle engasgado nas mãos e quatro bandidos tentando derrubar a porta da sua camarinha, o Sijão Capilé com 96 anos de idade, passou a mão num revolver calibre 32 dos tempos do já esqueci, e colocou os bandidos pra correr na base do pipoco. Apavorados com sua bravura, e da inesperada reação do homem, os bandidos dispararam rumo ao mato numa velocidade tal que os pés batiam na bunda. Com a tempera que o Sinjão foi forjado, ta difícil de encontrar homens assim em nossos dias. Pois não é? 
Iváldo Lucio

 

     Com um rifle engasgado nas mãos e quatro bandidos tentando derrubar a porta da sua camarinha, o Sijão Capilé com 96 anos de idade, passou a mão num revolver calibre 32 dos tempos do já esqueci, e colocou os bandidos pra correr na base do pipoco. Apavorados com sua bravura, e da inesperada reação do homem, os bandidos dispararam rumo ao mato numa velocidade tal que os pés batiam na bunda. Com a tempera que o Sinjão foi forjado, ta difícil de encontrar homens assim em nossos dias. Pois não é?
 
                 
          Tranqüilo na sua vivenda logo após o almoço, o honrado cidadão João Augusto Capilé Junior(Sijão Capilé), resolveu tirar uma soneca como é habituado a fazer sempre, na ocasião só ele a serviçal e uma criança se encontravam em casa. Vale lembrar que a residência do Sinjão está situada numa chácara próxima do bairro Ubirajara, de onde muito provavelmente saíram os quatros marginais para assaltar a residência do referido cidadão Não se pode descartar a hipóteses de tais elementos terem sido informados por alguém que conhece muito bem a residência do senhor Sinjão, bem como os hábitos da família, inclusive os horários em que seus filhos estão reunidos em casa. 
 
        Na ocasião da invasão os bandidos sabiam por suposto que na chácara só se encontravam como já foi dito o senhor Sijão a senhora dos afazeres domésticos e uma criança, portanto seria muito simples para quatro bandidos assaltantes, entrar na casa roubar o que desejassem e dominar espancar e se necessário até matar o dono da casa ou todos que ali se encontrava,. O senhor Sinjão na paz dos seus aposentos, curtindo seu merecido repouso quando de repente ouve a pancadaria nas portas da sua casa e tudo sendo arrebentado pelos quatro bandidos, que aos berros faziam todo tipo de ameaças.
 
       A pobre funcionária do senhor Sijão, apavorada com toda aquela confusão e brutalidade dos marginais pegou a criança pelo pescoço e correu desesperada para quarto em que o patrão estava e trancou a porta num impulso de defesa e chorando agarra a acriança perguntava ao senhor Sijão o que vão fazer patrão vão nos matar? Capilé abriu um armário e pegou um rifle que a vários anos tinha adquirido de alguém que vivia na região do manso. De arma em punho Sinjão manobrou o rifle mais no estado de nervo em que se encontrava, não completou a manobra como deveria.
 
          O ferrolho que aciona a bala para colocá-la na câmara onde o disparo é efetuado só foi até a metade do curso e a munição ficou atravessada. Nervoso Sijão pediu que a mulher arrumasse uma ferramenta qualquer para desbloquear a arma mais não foi atendido. A mulher estava em pânico. Sijão jogou rifle na cama e pegou um revolver 32 que supostamente era da época da guerra do Paraguai, (da tríplice aliança), e ai armado de revolver em punho o bravo Sinjão abriu a porta que do quarto que os bandidos estavam tentando derrubar com pesadas.
 
          Ao verificar que Sijão estava berrado de arma em punho apontando para eles, os quatros malvados safados pularam para traz como um raio. Os vagabundo pularam para um cômodo anexo e de lá atiraram na direção do Sinjão que por sua vez meteu fogo na turma que saiu em disparada rumo ao mato. O desespero do valente Sijão não foi suficiente para intimidá-lo diante da fúria dos bandidos, e ele altaneiro após o episódio telefonou para os filhos que chegaram em seguida acompanhados da policia, que não podia fazer outra coisa a não ser elogiar a ação precisa do pacato e honrado cidadão. Alguns policiais recomendaram que Sijão adquirisse um armamento mais convincente já que um revolver 32 da época do não sabe mais, pouco ou quase nada pode fazer na defesa do chefe de um clã da importância do Sijão Capilé.
 
       A propósito o valente Sinjão nos próximos dias estará festejando seus 96 anos de uma vida dedicada as mais nobres causas das famílias de Mato Grosso do Brasil e do Mundo! Homens assim como Capilé quase não se fabricam mais.Epa já ia esquecendo, o personagem central dessa história Dom Sijão agora está confinado no topo de um edifício,em que pese num apartamento de alta classe,mas nada comparado com a residência onde foi assaltado.No bucólico paraíso em que vivia.Que lastima!               
 
 


Fonte: .



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 828865 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<